Existe uma frase já conhecida que diz: “você é o que você come”. Ainda que haja alguma generalização nessa expressão, a realidade é que a alimentação e a saúde estão intimamente ligadas. E quando se pensa em nutrição e saúde bucal, não é diferente. Há uma forte relação entre a dieta equilibrada e boca saudável.

Neste artigo, vamos mostrar de que forma esses dois pontos estão conectados, com informações sobre os alimentos que podem ser seus aliados para dentes mais fortes e bonitos, e aqueles dos quais é melhor manter distância. Siga conosco para saber mais sobre este assunto. 

Os alimentos podem interferir na saúde bucal?

Completamente. A alimentação saudável é a base do desenvolvimento adequado dos ossos e dos dentes. Além de ajudar a prevenir a cárie, uma dieta equilibrada em vitaminas e minerais é essencial na prevenção de doenças periodontais e infecções bucais.

Problemas como a erosão ácida e a halitose (o popular mau hálito) também tem entre suas causas o consumo de alimentos que expõem e alteram o ambiente bucal, como os refrigerantes e a cafeína.

Isso mostra que a influência da nutrição na saúde bucal vem tanto de dentro para fora, com o consumo adequado de nutrientes que ajudam na manutenção dos dentes, quanto de fora para dentro, com a exposição a alimentos que atingem a superfície dos dentes, língua e gengivas.

Quais nutrientes ajudam na manutenção dos dentes?

Garantir uma alimentação saudável é a base para a saúde como um todo. De acordo com a OMS (Organização Mundial da Saúde) para garantir a nutrição necessária a um adulto, por exemplo, a dieta deve conter frutas, verduras e legumes, nozes e cereais integrais. A quantidade ideal é de no mínimo 5 porções diárias, entre frutas e legumes.

Com relação especificamente à saúde bucal, os nutrientes que são indispensáveis para a manutenção de dentes saudáveis são:

Cálcio

Mineral fundamental para a construção e manutenção de ossos e dentes, ele ajuda a elevar o pH na boca, reduzindo a exposição dos dentes ao ácido que forma as cáries. 

Onde encontrar: leite e derivados, brócolis, couve-manteiga, folhas de beterraba, gergelim.

Vitamina A e beta-caroteno

vitamina A é necessária para a formação do tecido epitelial e reconstrução da dentina, componente presente no esmalte dos dentes.

Onde encontrar: vegetais verde-escuros como brócolis, couve, espinafre, rúcula e alimentos de origem animal. 

A cenoura, manga e mamão também são boas fontes desse nutriente porque contêm carotenóides, substância que no organismo será transformada em vitamina A.

Vitaminas do complexo B e ferro

Estes nutrientes têm alto poder na manutenção da saúde das gengivas, ajuda a reestruturar os tecidos e mucosas, combatendo a formação de estomatite (aftas), além de estimular uma maior absorção dos demais nutrientes. 

Onde encontrar: feijão, lentilha, ervilha, farelo de trigo, arroz integral e carnes magras.

Vitamina C

Protege os tecidos da boca contra lesões e colabora na cicatrização. Ela também ajuda o corpo manter e reparar os ossos, dentes e cartilagens.

Onde encontrar: frutas cítricas como goiaba, laranja, kiwi, acerola e caju.

Vitamina K 

Ela é essencial para manter os ossos fortes e saudáveis e desempenha um papel vital na coagulação do sangue. Há pesquisas que indicam seu papel importante na prevenção da cárie.

Onde encontrar: espinafre, brócolis, couve, ora-pro-nóbis, nozes, uvas, queijos, ovos, carne de porco e frango.

Leia também: Qual é o segredo para um sorriso perfeito?

Quais alimentos prejudicam a nutrição e a saúde bucal?

Existem alguns alimentos considerados os vilões da vida saudável. Boa parte deles traz consequências negativas também para a saúde da sua boca. A seguir, listamos os principais deles e mostramos como atuam:

 açúcar: ele é o principal causador das cáries. Alimentos com alto teor de açúcares viram alimento para as bactérias presentes na microbiota oral, provocando a redução do pH da boca, que pode levar a desmineralização do esmalte e à formação de cáries;

• álcool: aumenta a desidratação bucal. A falta de saliva pode levar a infecções e outros problemas como cáries e periodontite, além da halitose;

• café: remove o esmalte dos dentes, deixando-os porosos e amarelados. Se você não fica sem o cafezinho, procure tomar a bebida com moderação e lembre-se de sempre escovar os dentes após o consumo ou fazer bochecho.

• refrigerante: causa a desmineralização dos dentes. A alta concentração de açúcar e os ácidos da bebida são uma bomba contra o esmalte dos dentes, levando à erosão ácida e cáries.

Como mudar a rotina para garantir a saúde bucal?

Se você gosta de consumir alimentos ácidos — que podem deixar os dentes mais vulneráveis — deve estar ainda mais atento à higiene bucal. Ao ingerir bebidas ou alimentos com corantes, alto teor de açúcar e muita acidez, procure enxaguar a boca com água para estabilizar o pH local e depois de alguns minutos, fazer uma escovação completa.

Sabemos que mudar os hábitos nem sempre é fácil. Mas como você viu neste artigo, basta uma alimentação equilibrada para garantir os nutrientes necessários para a saúde do seu organismo como um todo, inclusive da boca. 

Quer começar uma nova rotina? Temos uma nutricionista pronta para ajudá-lo a elaborar uma dieta saudável e saborosa. Se tiver qualquer dúvida sobre este assunto, sinta-se à vontade para entrar em contato conosco e agendar uma conversa aqui na Redeplus.